Conectados, mesmo sem sabê-lo…

Por: Cristina Vergnano

Dizem que não existe coincidência… Pode ser… Mas, hoje, aconteceu algo inesperado que me ofereceu uma possibilidade de interação promissora. E, mesmo se o contato não acabar ocorrendo, vale pelo material ao qual tive acesso e que, mais adiante, compartilho com vocês.

Nesta tarde de sábado, entre outras coisas com as quais me ocupava, decidi abrir o Tecendo o verbo para responder um comentário e ver se havia assinantes novos. Meu marido me perguntou se meu blog já estava aparecendo nas buscas do Google. De fato, agora aparece, mas não pela indexação dos temas de que trata. Apenas pelo nome. Ou seja, se alguém não estiver procurando especificamente pelo Tecendo o verbo, provavelmente não o encontrará no buscador…

Embora a constatação não tenha sido lá das mais agradáveis, acabei dando com um site que, de certa forma, dialoga com a minha proposta aqui no ToV: o Literatura Digital. A ideia, depreendida da apresentação, parece ter surgido a partir da pesquisa de doutorado de um de seus autores: Marcelo Spalding (escritor, jornalista e professor). O princípio é bem simples: as mídias e tecnologias digitais oferecem recursos que permitem a criação de um novo texto literário, conjugando hipertextualidade, multimodalidade, interação, juntas ou separadamente. Não se advoga o fim do libro em papel, apenas a sua coexistência com soluções literárias, artísticas, com uma forma diferente de conceber o texto e sua fruição.

Achei bem interessante a concepção do Literatura Digital, pois, além de oferecer obras próprias para computador (leitura na web) ou tablets, também tem espaço para compartilhar estudos teóricos sobre a matéria e contribuições para o desenvolvimento de atividades com alunos. Mais do que um site, seus autores se posicionam como participantes de um movimento em defesa da leitura e da literatura em nossa era digital.

Desde que me lembro, sempre gostei de contar histórias e de escrevê-las (após alfabetizada, naturalmente). Com o trabalho de professora e pesquisadora, contudo, abandonei a escrita ficcional, substituindo-a pela acadêmica, por longos anos. Finalmente, em 2019, pude retomar esse prazer e, com a facilidade que a internet nos faculta, divulgar e compartilhar minhas experiências e criações, com o diferencial de explorar a potencialidade oferecida pelo meio digital. Tenho que admitir, no entanto, que toda a minha prática acadêmica voltada para a leitura e as TICs, no âmbito da linguística aplicada, tem contribuído bastante para esse empreendimento criativo.

No final das contas, o que quero deixar registrado, é a grata constatação de que não estou sozinha nessa empreitada. O sonho de produzir uma literatura alinhada com os gêneros e linguagens do século XXI é compartilhado por várias autoras e autores, inclusive em língua portuguesa. Por isso, apresento a vocês (se ainda não o conhecem) o Literatura Digital e desejo que, ali, aqui no ToV e em muitos outros espaços virtuais literários, possam desfrutar deste enorme prazer que é viajar numa bela aventura de ler!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *