“Inumeráveis”: uma iniciativa de carinho, respeito e amor

Por: Cristina Vergnano

Na semana passada, minha irmã me falou num projeto chamado “Inumeráveis”. Trata-se de uma iniciativa do artista Edson Pavoni com a colaboração de vários jornalistas, escritores e voluntários. É um “memorial dedicado à história de cada uma das vítimas do coronavírus no Brasil”, esclarece-se no site. E, de forma muito poética e sensível, acrescenta-se; “não há quem goste de ser número/ gente merece existir em prosa”.

Quando minha irmã me contou a respeito, foi para sugerir que eu escrevesse algo novo para minha mãe, da mesma forma que já o havia feito pelo seu aniversário, no passado dia 7 de maio. Desta vez, pelo seu primeiro mês de falecimento. Ela é um desses números… Embora nem tenhamos, de fato, certeza absoluta de que entrou na estatística, já que o termo “Covid-19” não está explícito na sua declaração de óbito. Sabemos, contudo, que teve a doença, pois o resultado positivo do exame saiu uns 20 dias após a sua morte.

Acabei escrevendo o texto, uma perspectiva sobre ela a partir dos olhares de outros, como num mosaico. Está aqui nas Digicrônicas. Também o enviei ao memorial, como texto publicado em outro site originalmente. Ainda veremos se sairá ou não por lá…

Seja como for, vale muito a pena visitar o “Inumeráveis”. Por isso fiz questão de postar a notícia aqui! São muitas histórias, muitas pessoas, de todas as idades, de ambos os sexos… Gente como a gente, que deixou entes queridos por aqui e muitas lembranças! Por trás de cada número existe um exército de pessoas: as que se foram, as que continuam conosco… Todas, coração e vida que foram perpassados pelo momento histórico de uma pandemia… Nisso, estamos todos e todas juntos!

Boa leitura!!!!!

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *