Festa de bodas

Por: Cristina Vergnano

Havia um perfume de terra molhada no ar e música de brisa nas folhas. Os seios dela se insinuavam sob o camisão de cambraia bordado. Parecia incrível que seu peito palpitasse em antecipação após tantos anos. Os dedos dele dedilharam suaves carícias na pele marcada pelo tempo.

Ambos sorriram em entrega e abandono mútuos.

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *